Corpo Docente

Staff

Rui Santana

Gestão de Organizações e Serviços de Saúde Professor Auxiliar

ruisantana@ensp.unl.pt

 

Professor Auxiliar no Departamento de Políticas e Gestão do Sistema de Saúde e membro do Centro de Investigação em Saúde Pública (CISP).
Desempenha atualmente as funções de Sub-Director da ENSP-NOVA e é membro do Conselho Pedagógico, Conselho Científico e Conselho de Gestão.
As áreas de interesse de investigação são a integração vertical de cuidados de saúde, o financiamento de organizações de saúde, as metodologias de custeio em organizações de saúde e o ajustamento pelo risco.
Com uma experiência profissional superior a 15 anos, para além da atividade académica desenvolvida, exerceu funções de Administrador Hospitalar e trabalhou na empresa Arthur Andersen.

Coordenação Pedagógica

 

Participação no ensino

Marques AP. | Essays on the impact of vision impairment in Portugal. Programa de Doutoramento em Saúde Pública | ENSP-NOVA

Mendes C.Self-care programs in oncology: A guided internet-delivered individually tailored ACT-influenced cognitive behavioural intervention to Improve psychosocial outcomes in breast cancer survivors (INNOVBC) | Phoenix Erasmus Mundus – Joint Doctoral Programme Dynamics of Health and Welfare. Universidade de Évora, L’Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales Paris, Linkoping University, ENSP-NOVA.

Moita B. | A variabilidade geográfica e temporal da utilização do internamento hospitalar por doenças cardiovasculares. | Programa de Doutoramento em Saúde Pública. ENSP-NOVA

Munoz JV. | Hospitalizations for Ambulatory Care-Sensitive Conditions in Brazil and Portugal: A Comparative Study. | Phoenix Erasmus Mundus – Joint Doctoral Programme Dynamics of Health and Welfare. Universidade de Évora, L’Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales Paris, Linkoping University, ENSP-NOVA.

Sarmento J. | Ambulatory Care Sensitive Conditions em Portugal: Validação e utilização. | Programa de Doutoramento em Saúde Pública. ENSP-NOVA

 

Orientador de 5 teses de doutoramento (em curso), e foi orientador/co-orientador de mais de 60 teses de mestrado/ trabalhos finais de especialização em Administração Hospitalar.

Participação em mais de 100 júris académicos nos diferentes ciclos de ensino.

Realização de vários projetos de investigação (25) como Investigador Principal e como membro de equipas de investigação, encontrando-se atualmente em curso:

  • Redesign healthcare financing in Azores Region.- Saudaçor (2017-2019)
  • Ambulatory Care Sensitive Conditions – World Health Organization (2017-2018)
  • Estudo dos internamentos evitáveis múltiplos – NOVA Saúde (2017-2018)
  • Impact of creating Local Health Units in Portugal - Fundação Calouste Gulbenkian, (2015-2018).

 

Os projectos de investigação foram desenvolvidos com o apoio de financiamento de diversas entidades nacionais e internacionais, entre as quais se destacam:

Organização Mundial da Saúde | Banco Mundial | Fundação para a Ciência e Tecnologia | Fundação Calouste Gulbenkian |Fundação Francisco Manuel dos Santos | Administração Central do Sistema de Saúde | Administração Regional de Saúde do Alentejo | Saudaçor, S.A. | Empresa Altran | Liga Portuguesa Contra o Cancro | Empresas Farmacêuticas |Outras

Participação em conferências nacionais e internacionais de natureza técnica e científica. Mais de 100 apresentações, posters e abstracts.

Membro do corpo editorial e revisor de revistas científicas nacionais e internacionais.

  • Ramos, P, Santana R, Moreno L, Marques AP, Freitas C, Rocha-Sousa A, Macedo AF. (2018) Predicting participation of people with impaired vision in epidemiological studies. BMC Ophthalmology 18:236. https://doi.org/10.1186/s12886-018-0889-9
  • Marques AP, Macedo AF, Hernandez-Moreno L, Ramos PL, Butt T, Rubin G, Santana R. (2018) The use of informal care by people with vision impairment. PLoS ONE 13(6): e0198631. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0198631
  • Santana R, Marques A.P, Lopes S, Boto P, Telles J.L, Félix S, Mestre, R Matos R, Moita B. A Influência das Características dos Prestadores e dos Utentes no Consumo de Recursos em Unidades de Cuidados Continuados Port J Public Health 
  • Lopes S, Fernandes O, Moita B, Sarmento J, Marques AP, Santana R. Can vertical integration reduce hospital admissions? A diference in diference method. Medical Care 55: 5 May 2017.
  • Macedo A, Ramos P, Hernandez-Moreno L, Cima J, Baptista A, Marques A, Massof R, Santana R. Visual and health outcomes, measured with the activity inventory and the EQ-5D, in visual impairment. Acta Ophtalmologica Version of Record online: 30 MAR 2017 | DOI: 10.1111/aos.13430
  • Dantas I, Santana R, Sarmento J, Aguiar P. Impact of multiple chronic conditions on hospitalizations for ambulatory care sensitive conditions. BMC Health Serv Res. 2016; 16: 348. Published online 2016 Aug 4. doi: 10.1186/s12913-016-1584-2
  • Tello J, Santana R, Sarmento J, Gonçalves R, Lourenço A, Mosca I, Satylganova A, Ambulatory care sensitive conditions in Portugal. Copenhagen: Regional Office for Europe. World Health Organization. Escola Nacional de Saúde Pública. Universidade Nova de Lisboa; 2016.
  • Santana R, Marques AP. A integração vertical de cuidados de saúde. Lisboa: Escola Nacional de Saúde Pública, Universidade Nova de Lisboa; 2016. ISBN: 978-972-97492-3-0. (Obras Avulsas; 9).
  • Moita B, Robalo J, Duarte A, Santana R. A utilização de fontes administrativas de dados como forma de medição a adesão terapêutica aos antagonistas de angiotesina. Revista Portuguesa de Saúde Pública. 2016: doi:10.1016/j.rpsp.2016.02.001.
  • Marques AP, Macedo A, Perelman J, Aguiar P, Rocha-Sousa A, Santana R. Diffusion of anti-VEGF injections in the Portuguese National Health System. BMJ Open. 2015; 5 (11): e009006. doi: 10.1136/bmjopen-2015-009006.

 

Full details of publications can be found at ORCID and Research Gate.

Desenvolve vários trabalhos de acção externa, como consultoria nacional e internacional, coordenação e participação em grupos de trabalho, presença em redes e associações do sector da saúde.