CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO DA SAÚDE
 
Curso Acreditado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior

 

candidatura online

 
1. Informações gerais
 
O Curso de Mestrado em Gestão da Saúde (CMGS) tem como finalidades a aquisição de conhecimentos científicos e competências avançadas para o estudo e para a investigação no domínio da gestão em saúde.
O CMGS terá início a 2 de outubro de 2017 e conclusão em  Julho de 2019. O curso funcionará com um número mínimo de 10 inscrições e um máximo de 35, salvaguardando a hipótese de admitir supranumerários.
A organização, funcionamento, atividades e demais aspetos relacionados com o CMGS encontram-se definidas no respetivo Regulamento.

A parte curricular do CMGS é de frequência obrigatória, decorrendo as unidades curriculares obrigatórias às segundas e terças-feiras entre as 16h30m e as 22h10m. As unidades curriculares opcionais, necessárias para atingir os 60 ECTS da parte curricular, terão lugar às quartas-feiras (das 14h30m às 22h10m) ou aos sábados entre as 9h30m e as 13h10m.

Os alunos têm a possibilidade de escolher entre a frequência a tempo integral ou a tempo parcial.

 
Frequência a tempo integral
Frequência a tempo parcial
Duração
Dois anos letivos
 
Início em 2 de outubro de 2017
Conclusão em julho de 2019
Três anos letivos
 
Início em 2 de outubro de 2017
Conclusão em julho de 2020
Ano 1
Unidades curriculares obrigatórias
2ª feira – 16:30h às 22:10h
3ª feira – 16:30h às 22:10h
 
Unidades curriculares opcionais
4ª feira à tarde e sábado de manhã
Unidades curriculares obrigatórias
2ª feira – 16:30h às 22:10h
Ano 2
Desenvolvimento da dissertação de Mestrado
Seminários de investigação (aproximadamente 3 sessões por Semestre a ter lugar às 2ªf e/ou 3ªf)
Unidades curriculares obrigatórias
3ª feira – 16:30h às 22:10h
 
Unidades curriculares opcionais
4ª feira à tarde e sábado de manhã
Ano 3
Não aplicável
Igual ao ano 2 da frequência
a tempo integral

 

A bibliografia a utilizar pelos alunos encontra-se em português e inglês, pelo que é indispensável o domínio suficiente destes idiomas.

 

2. Candidatura, seleção e matrícula
 
A candidatura deverá ser realizada online, por preenchimento de formulário próprio e questionário biográfico em suporte eletrónico. A documentação comprovativa do grau de licenciatura ou equivalente e quaisquer outros elementos curriculares que o candidato entenda relevantes deverão ser anexados ao formulário.
 
Os candidatos serão selecionados por análise curricular e poderão ser submetidos a prova de seleção eliminatória (entrevista individual), por um júri constituído para o efeito.
 
Caso o número máximo de vagas não seja atingido durante a 1ª fase de candidatura, poderá haver uma 2ª fase de candidaturas.
 
Os prazos a ser atendidos nos processos de candidatura, seleção e matrícula no CMGS são os seguintes:
 
Resumo de datas
 

Fases
1ª fase
2ª fase*
Candidatura
9 de maio a 30 de junho
13 de julho a 8 de setembro
Seleção
6 de julho a 12 de julho
11 de setembro a 15 de setembro
Matrícula
Até 28 de julho e após publicação da lista de candidatos admitidos
Até 29 de setembro e após publicação da lista de candidatos admitidos

 
* A segunda fase de candidaturas terá lugar apenas se o número total de vagas não for preenchido na primeira fase.
 
É Coordenador do CMGS o Prof. Doutor Paulo Boto e Coordenador Adjunto o Prof. Doutor Julian Perelman.
 

Para esclarecimento de dúvidas, os Serviços Académicos da ENSP estão abertos entre as 9h30m e as 12h30m e as 13h30m e as 18h30m (telefone: 21 751 21 00/21; e-mail: academicos@ensp.unl.pt)


4. Estágios
 
No sentido de promover a articulação do programa educativo com a prática em Gestão da Saúde, serão disponibilizados estágios extra curriculares aos melhores alunos do Curso de Mestrado e após a sua conclusão, em organizações de saúde de natureza privada ou pública.

 

5. Encargos
 
 
4. Outras informações
 
De acordo com os últimos dados disponíveis do Observatório para a inserção profissional da Universidade Nova de Lisboa[1], a taxa de emprego dos alunos mestres pela ENSP[2], um ano após a conclusão do seu programa educacional, é de 96%. Cerca de 93% dos Mestres pela ENSP voltariam a escolher o mesmo estabelecimento de ensino para realizar as suas formações e cerca de 93% voltariam a escolher o mesmo curso.
 
 

[1] Dados do inquérito feito em 2015, aos alunos que fizeram os cursos de 2012-2013.
[2] Mestrado em Gestão da Saúde e Mestrado em Saúde Pública.