Projectos

Notícias e Eventos

Especialistas de todo o mundo debateram Literacia em Saúde em Lisboa

Publicado a 17/01/2019

Cerca de 500 pessoas participaram, no dia 16 de janeiro de 2019, na Reitoria da Universidade NOVA de Lisboa, na Conferência Internacional “Literacia em Saúde para a prevenção e controlo de doenças não transmissíveis”, que contou com a participação da Secretária de Estado da Saúde.

A iniciativa, que reúniu especialistas de renome nacional e internacional, foi co-organizada pela Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP-NOVA) e a Associação Protectora dos Diabéticos de Portugal (APDP), com o apoio da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A conferência de abertura, proferida por Isabel Loureiro, Professora Catedrática da ENSP-NOVA, versou sobre os conceitos e estado da arte da literacia em saúde, um conjunto de competências e conhecimentos que levam as pessoas a tomar decisões fundamentadas sobre a sua saúde e a melhorar a autogestão das suas doenças.

Sendo um determinante crítico da saúde e do bem-estar, a OMS apoia o desenvolvimento de iniciativas promotoras do desenvolvimento da literacia em saúde, entre as quais Projetos Nacionais de Demonstração de Literacia em Saúde/Nacional Health Literacy Demonstration Projects (NHLDP), tendo sido este evento palco do lançamento do primeiro projeto português de demonstração de literacia em saúde para a prevenção e controlo da Diabetes.

O projeto “Promoção da Literacia em Saúde na prevenção e controlo da Diabetes” é uma parceria entre a ENSP-NOVA, a APDP e a  Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis, com o apoio da OMS, cuja apresentação esteve a cargo de Dulce do Ó, da APDP, e foi precedida por um workshop de 2 dias, que decorreu na ENSP-NOVA, com o apoio da plataforma Global Coordination Mechanism on NCDs da OMS e da OMS Europa.

“Estes projetos são constituídos por fases de diagnóstico, desenho, planeamento, implementação e avaliação, sempre em parceria com agentes locais, de forma a responder às necessidades de literacia em saúde, melhorar a informação e o acesso aos serviços, contribuindo para o controlo das doenças não transmissíveis”, explica Isabel Loureiro.

O programa da Conferência Internacional incluiu a apresentação e partilha de experiências de diversos NHLDP em curso em diferentes países europeus, que foram também apresentados num workshop europeu co-organizado pela OMS e pela Direção-geral da Saúde, com a duração de dois dias, onde estiveram reunidos 23 países, da União Europeia e da CIS. A ENSP-NOVA foi convidada a participar na sessão de abertura e a Professora Isabel Loureiro realizou uma comunicação.

Segundo um estudo de 2015 da ENSP-NOVA, 61% dos portugueses apresentam um nível de literacia em saúde problemático ou desadequado pelo que, segundo João Filipe Raposo, diretor clínico da APDP, “só a criação de sinergias entre diferentes atores representantes da sociedade civil, da academia e do governo, permitirão inverter o quadro catastrófico das doenças não transmissíveis, que está intimamente ligado aos baixos níveis de literacia em saúde da nossa população. Este é um desafio que Portugal tem de abraçar”.

 

Consulte as apresentações:

 

Consulte as galerias de imagens

Workshop Nacional | 14 e 15 jan 2019

 

Conferência Internacional de Literacia em Saúde | 16 Jan 2019:

 

Workshop Internacional | 17 e 18 jan 2019:

 

Consulte os objetivos e Programa Final da Conferência.