Projectos

Notícias e Eventos

Projetos ENSP-NOVA a votação até 30 de setembro

Publicado a 8 de Junho de 2018

Literacia em Saúde e Envelhecimento Ativo e Saudável são as temáticas dos dois Projetos de alunos, docentes e investigadores Escola Nacional de Saúde Pública, a concurso para financiamento no Orçamento Participativo Portugal (OPP), a partir do dia 11 de junho.

A votação nos projetos decorre até ao dia 30 de setembro, nas bibliotecas públicas e municipais e Espaços Cidadão.

“Plataforma Digital de Apoio à Rede de Literacia em Saúde” | Projeto #133

Preponentes: Ana Escoval, Ana Rita Pedro, Débora Miranda, Marta Salavisa, Patrícia Barbosa

A Biblioteca de Literacia em Saúde disponível no Portal SNS, coordenada pela ENSP-NOVA desde 2016, tem vindo a divulgar recursos com vista à promoção da literacia em saúde dos portugueses. A visibilidade e pertinência deste instrumento têm vindo a aumentar significativamente o interesse de diversos indivíduos e entidades em divulgar os seus recursos através da Biblioteca. Neste contexto, é crucial aumentar a capacidade de resposta por parte da coordenação do projeto, nomeadamente através da automatização de vários processos.Tornar a plataforma digital de apoio a este instrumento mais robusta e eficaz, no sentido de automatizar passos relacionados com a submissão, seleção, agregação, validação e publicação de recursos na Biblioteca, permitirá aumentar substancialmente a oferta de materiais de promoção da literacia em saúde a cidadãos e profissionais de saúde.

Saiba mais sobre este projeto aqui.

 

eCuide.pt | Projeto #143

Preponentes: Alexandre da Nova Francisco, Paulo Sousa, José Luiz Telles

O projecto tem como objetivo promover e incentivar o Envelhecimento Activo e Saudável, de acordo com as directrizes da OMS, através da inclusão digital e das boas práticas do cuidado da pessoa idosa, através do desenvolvimento, implantação e coordenação de uma plataforma digital que possibilite o acesso bilateral e ininterrupto à capacitação, à educação continuada, à troca de conhecimento e ao suporte aos cuidadores de pessoas idosas na execução do trabalho e no desenvolvimento pessoal e ocupacional, através de sistema de rede envolvendo organizações sociais, profissionais de saúde e da assistência social, instituições de cuidado e os próprios cuidadores.
O projeto pretende mapear a distribuição geográfica e demográfica dessas pessoas, integrá-las através de rede digital e educar com a criação de guidelines de práticas do cuidado e cursos de capacitação on line sob supervisão de especialistas, além de prestar ajuda na condução de dilemas e, principalmente, orientações de saúde física e mental.

Saiba mais sobre este projeto aqui.

 

Sobre o Orçamento Participativo Portugal:

O OPP é um processo democrático deliberativo, direto e universal, através do qual as pessoas apresentam propostas de investimento e que escolhem, através do voto, quais os projetos que devem ser implementados em diferentes áreas de governação. Através do OPP as pessoas podem decidir como investir 5 milhões de euros.
O OPP abrange a totalidade do território português, integrando grupos de propostas de âmbito territorial diferenciado: 1 de âmbito nacional; 1 por cada uma das áreas das NUT II (Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve); 1 por cada Região Autónoma.
Estes grupos de propostas não concorrem entre si, tendo cada um deles a sua dotação financeira. Cada região do país terá sempre assegurada a existência de projetos vencedores do OPP no seu território.
Podem participar no OPP todos os cidadãos nacionais com idade igual ou superior a 18 anos, apresentando propostas e votando nos projetos da sua preferência.