Mestrados

Saúde Pública

ENSP-NOVA

Mestrado Acreditado E validado

 

       

Apresentação

Mestrado em Saúde Pública da Escola Nacional de Saúde Pública tem como finalidades o desenvolvimento e aquisição de conhecimentos de base científica e competências avançadas para o estudo e investigação no domínio da Saúde Pública.

Para tal, pretende-se que os alunos:

  • Desenvolvam conhecimentos e aptidões, no plano científico, teórico e prático, que contribuam para a melhoria da saúde das populações e do desempenho dos sistemas e organizações de saúde, a nível nacional e internacional;

  • Desenvolvam a capacidade para investigar e contribuir para o conhecimento e para a resolução de problemas nas áreas nucleares da Saúde Pública e em contextos multidisciplinares;

  • Disponham da capacidade de avaliar critica e sistematicamente a sua prática e de produzir e contribuir para o conhecimento, através da sua participação em estudos e projetos de investigação, bem como em grupos de trabalho, de natureza científica, no domínio da Saúde Pública.

 

Saídas Profissionais

  • Instituições nacionais e internacionais, departamentos e serviços públicos, privados e do sector social, onde poderão desenvolver atividades no âmbito das diferentes áreas da saúde pública, nomeadamente de epidemiologia, das políticas e administração de saúde, da saúde ambiental e ocupacional, da economia da saúde, do planeamento em saúde, da promoção da saúde, entre outras;

  • Carreira académica em instituições de ensino superior, centros de investigação e empresas que atuem nas áreas da saúde pública, nomeadamente de epidemiologia, das políticas e administração de saúde, da saúde ambiental e ocupacional, da economia da saúde, do planeamento em saúde, da promoção da saúde, entre outras;

  • Atuar na área da saúde global, em agências internacionais, bilaterais ou multilaterais, organizações não governamentais e empresas de consultoria do sector.

 

Acreditação

Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES)

 Agency for Public Health Education Accreditation (APHEA).

 

Reconhecimento

Em 2022 foi o único Mestrado de Saúde Pública em Portugal a figurar no ranking TOP 100 - 2022 do EDUNIVERSAL BEST MASTERS RANKING. Além disso, o Mestrado de Saúde Pública da ENSP figura em 12.º lugar na Europa e em 29.º lugar mundialmente, na categoria “Health Economics/Public Health”. O ranking “Best Masters” mede a capacidade de um determinado programa de ensino oferecer valor acrescentado ao aluno no mercado de trabalho atual.

 

Coordenação

Prof. Gonçalo Figueiredo Augusto (Coordenador)

Prof.ª Carolina Santos (Coordenadora Adjunta)

 

Secretariado

Tiago Quinta-Feira
Tel.+351 217 512 169
E-mail:  tiago.quintafeira@ensp.unl.pt

Mensagem do Coordenador

A saúde pública tem vindo a evoluir muito, ganhando um relevo crescente no estudo dos determinantes da saúde, identificação das iniquidades e procura de evidência que suporte as várias políticas públicas na promoção da saúde das populações.

As sociedades modernas precisam, mais do que nunca, do contributo inestimável da saúde pública para enfrentar os múltiplos desafios relacionados com os estilos de vida e as doenças não-transmissíveis, as ameaças ambientais e alterações climáticas, e as zoonoses e doenças transmissíveis emergentes.

O Mestrado em Saúde Pública apresenta um programa curricular reconhecido internacionalmente que vai ao encontro destes importantes desafios. Conta com um corpo docente que alia um sólido percurso académico a uma experiência profissional multifacetada e oferece uma multiplicidade de experiências de aprendizagem e uma abordagem crítica e baseada na evidência.

Esta é uma oportunidade única para se preparar para enfrentar os desafios atuais e futuros da saúde pública através da atuação em organizações públicas, privadas e do terceiro sector, em Portugal ou em contexto internacional.

 

 

Staff

Gonçalo Figueiredo Augusto

Coordenador do Mestrado em Saúde Pública

Plano Curricular
Unidade Curricular ECTS
1º Ano
Fundamentos da Saúde Pública • Gonçalo Figueiredo Augusto 4
Estatística • por definir 4
Estratégias de Ação e Planeamento em Saúde • Carolina Santos 4
Economia da Saúde • João Pereira 4
Princípios e Estratégias de Promoção da Saúde • Ana Rita Goes 4
Programas de Saúde Baseados na Evidência • Gonçalo Figueiredo Augusto 4
Epidemiologia • Carlos Dias 4
Direito e Ética em Saúde • Paula Lobato Faria 4
Métodos de Investigação Social em Saúde • Cristina Godinho 4
Saúde Ocupacional e Ambiental • Susana Viegas 4
Políticas e Gestão em Saúde • Paulo Sousa 4
Opções Livres 16
2º Ano
Dissertação 60
Total de ECTS  120

 

 

Validação de currículo pela APHEA.

 

consulte

Regulamento | Plano de Estudos
Alteração ao Regulamento | Artigo 9º

Horário | Calendário Escolar

Mestrado em formato presencial nas unidades curriculares obrigatórias à Quinta-feira e Sexta-feira (16h30 às 22h10) e em

formato online nas unidades curriculares opcionais à Segunda-feira (manhã), Quarta-feira (tarde) e/ou Sábado (manhã).

No segundo ano, para a Dissertação, os seminários de investigação realizam-se à Quinta-feira e/ou Sexta-feira.

 

Horário tempo integral

Ano 1 - Unidades curriculares obrigatórias
5ª feira e 6ª feira | 16h30 - 22h10

Ano 1 - Unidades Curriculares Opcionais (online)
2ª feira (manhã), 4ª feira (tarde) e/ou sábado (manhã)

Ano 2 - Dissertação de Mestrado
5ª feira ou 6ª feira| Seminários de Investigação | Seminários de Investigação

 

Horário tempo parcial

Ano 1 e 2 - Unidades curriculares obrigatórias
5ª feira ou 6ª feira | 16h30 - 22h10

Ano 1 e 2 - Unidades Curriculares Opcionais (online)
2ª feira (manhã), 4ª feira (tarde) e/ou sábado (manhã)

Ano 2 - Dissertação de Mestrado
5ª feira ou 6ª feira| Seminários de Investigação | Seminários de Investigação

 

Nota 1: Carga horária do Tempo Parcial depende das Unidades Curriculares escolhidas em cada ano letivo.
Nota 2: Estão planeadas algumas sessões na modalidade de ensino não presencial.

 

 

 

Calendário Escolar

Candidatura

Resumo de Datas

  • Período de candidatura: 29 de fevereiro até 1 de julho de 2024

  • Período de seleção (entrevistas): 8 a 11 de julho de 2024

  • Publicação da lista provisória: 12 de julho de 2024

  • Audiência dos interessados: 15 a 26 de julho de 2024

  • Publicação da lista definitiva: 30 de julho de 2024

  • Período de matrícula e inscrição: 30 de julho a 2 de agosto de 2024

 

Poderá ser aberta uma 2.ª fase de candidaturas se tal se justificar.

 

Condições de Acesso

  • Licenciados em Medicina, Ciências Farmacêuticas, Enfermagem, Tecnologias da Saúde, Ciências Biológicas, Ciências Veterinárias, Engenharia, Economia, Direito, Sociologia, Psicologia, Administração e Gestão, Ciências Políticas e Ciências da Educação e da Comunicação, Motricidade Humana ou em outras áreas reconhecidas pela Coordenação do Curso, afins à Saúde Pública;

  • Domínio profícuo de português e nível adequado de inglês (para utilização de leituras durante o curso);

  • Forte motivação para trabalhar em Saúde Pública.

 

Candidatura

A candidatura deverá ser efetuada exclusivamente via Internet, através do preenchimento do formulário de candidatura disponível aqui.

Consulte o Edital de Candidatura deste curso aqui.

Para sugestões de como melhor apresentar a sua Candidatura consulte o Guião de Candidatura.

 

 

 

Seleção

A análise, avaliação, seleção e seriação das candidaturas serão efetuadas por um júri nomeado previamente pelo Conselho Científico da ENSP NOVA para esse efeito, composto pelos seguintes membros:

  • Prof. Doutor Gonçalo Figueiredo Augusto (Presidente)

  • Prof.ª Doutora Carolina Santos

  • Prof.ª Doutora Inês Fronteira

 

Critérios de avaliação:

Mérito Académico - 40%
Experiência Profissional - 40%
Consistência - 20%

No caso de o júri entender ser necessária a realização de uma entrevista, a ponderação das duas componentes será de 50% para a avaliação curricular e 50% para a entrevista.

 

Investimento

  • Taxa de candidatura - 51€ (não reembolsável)

  • Propina estudantes nacionais - 3.950€

  • Propina estudantes internacionais - 5.950€

 

Testemunhos

Renato dos Reis

Analista funcional nos Serviços Partilhados do Ministérios da Saúde e Assistente Convidado na ESS- IPS.

Como fisioterapeuta, senti sempre a necessidade de alavancar a fisioterapia através de iniciativas de base populacional, focadas na promoção da saúde ao longo da jornada de vida dos utentes. Em 2023, concluí o Mestrado em Saúde Pública na Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), integrada na Universidade NOVA de Lisboa, uma experiência que superou as minhas expectativas, enriqueceu minha prática profissional e permitiu olhar para o papel das especialidades de saúde de outra forma. O Mestrado de Saúde Pública proporcionou a oportunidade de adquirir conhecimentos teóricos e práticos na área da co-criação de intervenções de saúde, gestão de projeto, economia da saúde e no âmbito das políticas de saúde a nível nacional e internacional.

Enquanto profissional de saúde, acredito que as intervenções de saúde são verdadeiramente impactantes quando envolvidas diversas especialidades, tanto da área da saúde como fora da mesma. Na ENSP, tive o privilégio de conhecer profissionais de diversas áreas e desenvolver projetos colaborativos que me deram a conhecer os papéis de cada uma das especialidades neste complexo ecossitema. Saliento que a ENSP faz parte da Universidade NOVA de Lisboa, instituição com escolas muito diferentes entre si em que o intercâmbio de conhecimento é possível. A oportunidade de participar neste ambiente de aprendizagem diversificado foi fundamental para o meu crescimento pessoal e profissional.

 

José Ramalho

Health Research Officer - Organisation for Economic Co-operation and Development (OECD)

A realização do Mestrado em Saúde Pública (MSP) na Escola Nacional de Saúde Pública da Universidade NOVA de Lisboa (ENSP NOVA) é transformadora. Com uma formação abrangente e atualizada e um corpo docente composto por profissionais experientes e de renome nacional e internacional nas suas áreas de especialização, os estudantes encontram um ambiente intelectualmente estimulante de discussão e experimentação, que resulta no desenvolvimento de trabalhos inovadores, caracterizados pela robustez científica relevante para a academia, decisores políticos e população em geral. A ENSP-NOVA é mediadora da interação e colaboração com diversos stakeholders, tanto a nível nacional como internacional, proporcionando uma visão verdadeiramente interdisciplinar e global da saúde. O MSP da ENSP NOVA oferece uma formação de excelência preparando os estudantes para os lidar com os inúmeros desafios do setor em qualquer contexto.

 

Guilherme Queiroz

Médico de Saúde Pública / ULS Região de Aveiro

Concluí o Mestrado em Saúde Pública na Escola Nacional de Saúde Pública em 2023, onde realizei um estudo de prevalência do traço falciforme em São Tomé e Príncipe. Ao longo de todo o processo, a ENSP foi exemplo das melhores práticas, promovendo o diálogo e a interdisciplinaridade. Ao longo dos seminários, o programa soube proporcionar uma abordagem de Saúde Global e Planetária, atualizada sobre questões e problemáticas emergentes. A excelência da orientação garantiu a qualidade metodológica do estudo, conferindo-lhe uma robustez que o elevou não só ao nível científico mas também ético. A flexibilidade e aceitação de interlocutores e atores externos à ENSP demonstrou também uma cultura de abertura e promoção da colaboração e cooperação em ciência e saúde, numa óptica de integração horizontal dos saberes e práticas dos países da CPLP. Estou profundamente grato por ter escolhido este mestrado e por todo o suporte que recebi ao longo do processo, preparando-me não apenas como um profissional competente, mas também como um agente de mudança comprometido com a melhoria da saúde pública.

 

Tiago Guilherme Rodrigues

Assessor Executivo do Presidente do Conselho Diretivo do INFARMED, I.P

O ingresso no Mestrado de Saúde Pública (MSP) surge do desejo de aprofundar conhecimentos e alargar horizontes sobre o ecossistema da Saúde. O MSP oferece um conjunto de oportunidades para conhecer e compreender os princípios teóricos e práticos que contextualizam a organização e funcionamento dos sistemas de saúde no Mundo, e em particular em Portugal, bem como as disciplinas científicas fundamentais para a Saúde Pública, como é caso da epidemiologia, a estatística, os métodos de investigação quantitativa e qualitativa e o Direito em Saúde. A Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP) tem também um ambiente que procura o envolvimento ativo da comunidade académica, oferecendo seminários e eventos formativos sobre temas atuais e pertinentes e que são um ótimo complemento para os alunos. Uma experiência enriquecedora e apaixonante que, no mínimo, nos torna mais críticos e confiantes para abordar diversas áreas da Saúde e da Saúde Pública, enquanto profissionais e cidadãos.

 

Ana Regina Sá

Médica de Saúde Pública - Unidade de Saúde Pública, ACES Algarve Central

O Mestrado de Saúde Pública é para os médicos de Saúde Pública um percurso adicional, que permite aprofundar as competências de investigação. Do ponto de vista curricular poderá oferecer algumas vantagens. As mais-valias de realizar este curso na ENSP NOVA são a qualidade e dedicaç​ão dos seus profissionais e a possibilidade de estabelecer parcerias com outras instituições. Do ponto de vista pessoal, este curso permitiu-me melhorar competências na área da investigação, nomeadamente no desenvolvimento de um protocolo, na condução da investigação e na comunicação da mesma, com a produção da dissertação e de um artigo científico. O acompanhamento próximo do orientador foi essencial para aprender fazendo.

 

Sara Esteves

Blue Book  Trainee - DG SANTE (União Europeia), Irlanda

A decisão de realizar o mestrado em saúde pública da Escola Nacional de Saúde Pública foi um passo muito importante para o meu percurso académico, uma vez que queria obter uma formação abrangente na área da saúde e este mestrado apresenta um vasto plano curricular, desde epidemiologia, a economia da saúde ou saúde ambiental. Para além disso, as aulas são lecionadas por docentes que são experientes nas diferentes áreas e que, ao mesmo tempo que são exigentes, estão sempre disponíveis para ajudar.

Quanto à dinâmica da turma posso dizer que existiu uma grande entreajuda e a presença de vários colegas de diferentes formações enriqueceu em muito as aulas. Desta forma, recomendo este mestrado a quem pretende desenvolver os seus conhecimentos nas diferentes áreas da saúde pública.

 

Miguel Peralta

Investigador Auxiliar - Faculdade de Motricidade Humana, Universidade de Lisboa

Foi com muito agrado que realizei o Mestrado em Saúde Pública na ENSP. Na minha vida académica e profissional, focada na investigação, tinha interesse em abordar temas da saúde pública. Assim, procurei por cursos que me permitissem aprofundar os meus conhecimentos. No topo das minhas pesquisas estava o Mestrado em Saúde Pública na ENSP, pelo prestígio da instituição e por recomendações de alumni decidi candidatar-me. Na ENSP encontrei um corpo docente muito qualificado e com experiência profissional e científica, mas acima de tudo com grande responsabilidade pelo ensino e disponibilidade para debater qualquer tema ou dúvida. O clima de partilha de conhecimento que existe na ENSP foi uma das principais razões para o meu desenvolvimento durante o curso e satisfação com o curso. Esta foi uma experiência gratificante a nível pessoal e académico, que recomendo a quem tenha interesse na área da saúde pública.

 

Ana Marta Moniz

Investigadora - Escola Nacional de Saúde Pública, Universidade NOVA de Lisboa

O CMSP é um mestrado bastante completo e versátil. O plano curricular permite que os alunos escolham a área com a qual se identificam, tanto pelo tronco comum, como através da vasta escolha de unidades curriculares opcionais. Pessoalmente direcionei o meu plano de estudos para a área das Políticas e Gestão em Saúde, tendo tido a possibilidade de escolher disciplinas como, Financiamento e Análise Financeira, Economia e Políticas em Saúde e International Health, com as quais pude conhecer o estado de arte da Saúde em Portugal e pelo Mundo. Uma vez que, as aulas são leccionadas por docentes que têm igualmente experiência profissional na temática que abordam, são sempre expostas de uma forma muito prática e objetiva, o que ajuda bastante a compreender o que nos é transmitido e o que se passa na realidade, como também a trilhar o nosso caminho individual de futuro . Nesta escola encontrei um espírito de entreajuda muito grande entre os colegas quer do mesmo curso, quer de outros que ocorrem em paralelo. O corpo docente, exigente e dedicado, sempre se mostrou muito disponível para nos ajudar nos trabalhos a realizar, apresentando uma imensa abertura a novas ideias e na concretização das mesmas.

 

Diana Fernandes da Terra

Médica Infecciologista - Centro Epidemiologia e Intervenção Preventiva, Hospital das Forças Armadas

O mestrado de saúde pública foi uma escolha individual dentro das necessidades sentidas nas funções que cumpria, mas acima de tudo constitui-se como um complemento essencial à minha formação de especialista hospitalar na área das doenças infecciosas. Com o esforço inerente a manter a atividade clínica em junção com a atividade de discente do ensino pós-graduado, foi sentido como uma lufada de ar fresco. As novas áreas impulsionaram a pesquisa de conhecimento e estimularam novos projetos de trabalho e investigação, constituindo-se como um desafio para abandonar a área de conforto da minha formação de base. Do ponto de vista humano, a turma com elementos com formações diversificadas e experiências de vida muito díspares, funcionou como um elo essencial de motivação e apoio mútuo, que à partida não estaria à espera.

 

Adilson Marques

Professor Auxiliar com Agregação - Faculdade de Motricidade Humana, Universidade de Lisboa

Fiz o mestrado em saúde pública na ENSP. Depois de procurar um curso em epidemiologia ou saúde pública em várias instituições escolhi a ENSP. Os motivos que pautaram a minha escolha foram o reconhecimento público da instituição, a qualidade do ensino e do corpo docente. Durante a minha passagem pela ENSP pude comprovar que é uma instituição de elevada qualidade, com um corpo docente muito qualificado e com experiência profissional e científica. Paralelamente a isso, enfatizo também a qualidade do ensino, que, através de diferentes metodologias, potenciam a aprendizagem dos alunos durante as atividade letivas. Saliento ainda a relação entre professores e alunos, que é uma das caraterísticas da escola que mais me marcou, porque a escola tem um ethos escolar caraterizado pela proximidade e informalidade, permitindo que os alunos abordem facilmente os professores para esclarecimentos de dúvidas, partilha de experiências, realização de projetos científicos e mesmo para o tratamento de questões burocráticas. Entrei com grande expetativa na ENSP e saí muito satisfeito, com vontade de preservar a ligação com a instituição.