Corpo Docente

Staff

Susana Viegas

Saúde Ambiental Professora Auxiliar

Dedicação exclusiva – 100%

Susana.Viegas@ensp.unl.pt

 

Professora Auxiliar do Departamento de Saúde Ocupacional e Ambiental e Membro do Centro de Investigação em Saúde Pública (CISP).

Doutorada em Saúde Pública (especialidade Saúde Ambiental e Ocupacional) pela Escola Nacional de Saúde Publica, Universidade NOVA de Lisboa. Licenciada em Saúde Ambiental pela Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa, Mestre em Ergonomia na Segurança do Trabalho pela Faculdade de Motricidade e em Toxicologia Aplicada pela Universidade de Surrey.

Mestre em Ergonomia na Segurança do Trabalho pela Faculdade de Motricidade

As suas principais áreas de interesse académico são a Saúde Ambiental, a Saúde Ocupacional, a Toxicologia Ambiental e Ocupacional, Segurança Química, Avaliação da Exposição Humana e Biomonitorização.

No Curso de Doutoramento em Saúde Pública

Unidade Curricular Opcional - Saúde Ambiental

Vasta participação em júris de provas académicas de doutoramento e mestrado em diferentes instituições de ensino superior nacionais e internacionais.

Co-orientadora de tese de doutoramento: "Acção de microorganismos probióticos na composição nutricional e nos níveis de micotoxinas em leite". Doutoramento em Engenharia e Ciência do Alimento da Universidade Federal do Rio Grande, financiado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CnPq), Brasil. (2016/2017).

 

 

Membro do Centro de Investigação em Saúde Pública (CISP).

Coordenação e participação em vários projetos de investigação designadamente:

Coordenadora do projecto de Cooperação Transnacional - Acordo de Cooperação Científica entre Portugal e a Polónia para o biénio 2019/2020. Financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e o  Polish National Agency for Academic Exchange. Referência do Projeto: PPN/BIL/2018/1/00231 (2.000 euros/ano).

Coordenadora do projecto ―CYTO_VET: Exposição ocupacional a citotóxicos em hospitais e clínicas veterinárias – Contributo para a caracterização da exposição e prevenção dos efeitos para a saúde (2016-2017), 4.º lugar no Concurso Anual para Projetos de Investigação, Desenvolvimento, Inovação e Criação Artística (IDI&CA) do IPL – 2016, financiado pelo Intituto Politécnico de Lisboa (5.000 euros).

Coordenadora de projeto financiado pelo programa FLAD Healthcare 2020, destinado a apoiar programas científicos de Centros de Investigação Portugueses da área da Saúde, realizados em cooperação com Centros de Investigação dos Estados Unidos da América. O programa de cooperação desenvolvido teve como parceiro a Universidade de Cincinnatti (18.846, 60 euros).

Coordenadora do projeto de investigação ―Estudo da exposição profissional a partículas, fungos e micotoxinas na indústria de produção de bolos e pão‖ (2016-2018). Projeto nº 005 DBB/12, financiado pela Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) (58.406,33 euros).

Coordenadora do projecto de investigação ―Estudo da exposição profissional a micotoxinas‖ iniciado em 2012. Projecto que conta com auto-financiamento através da prestação de serviços técnicos à comunidade e ainda com o financiamento pontual do PolitecID e Centro de Investigação em Saúde Pública. Apresenta vários parceiros internacionais (Universidade de Münster , Alemanha; Universidade de Kazimierz Wielki, Polónia; Institute Superiore di Sanitá, Itália e Instituto Ricardo Jorge (INSA)).

Coordenadora do projecto de investigação ―Estudo da exposição profissional a matéria particulada‖ iniciado em 2012. Projecto que conta com o financiamento obtido através da prestação de serviços técnicos à comunidade desenvolvido pelo laboratório de Saúde Ambiental da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL- IPL).

Coordenadora do projecto de investigação ―Estudo sobre a Exposição Profissional a Citostáticos: Caracterização da Exposição em Unidades Hospitalares Portuguesas‖. (2010-2014). Projeto nº 036APJ/09, financiado pela Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) (69.000 euros).

2019-2021 - Investigadora no Projecto HERCULES – No âmbito deste projeto irá realizar a avaliação da exposição ocupacional a substâncias químicas que ocorre na atividade de restauro.

2017-2021 - Investigadora no European Joint Programme on Human Biomonitoring and Research on effects of chemicals on human health (HBM4EU – www.hbm4eu.eu). Coordena a participação da Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa (ESTeSL-IPL) no projeto Europeu: A ESTeSL-IPL é Linked Third Part do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge sendo mencionada no link: https://www.hbm4eu.eu/about-hbm4eu/partners-and-linked-3rd-parties/. De modo mais detalhado, a ESTeSL-IPL participa nas seguintes tasks: WP 5.3 - Inclusion of HBM data in risk assessment/health impact assessment strategies e WP 8.5 - Targeted occupational studies with EU added value. Adicionalmente, e em parceria com elementos do Instituto Ricardo Jorge, é Compound Group Leader para as micotoxinas. (55.000 euros).

2018-2019 – Coordena a participação nacional do projeto ―Occupational exposure to CrVI‖ incluído no HBM4EU - Targeted occupational studies with EU added value.

2017- 2018 – Membro do projeto de investigação ―Biomonitoring data as a tool for assessing Aflatoxin B1 exposure of workers (BIODAF)‖. Financiado pela European Food Safety Agency (Contract/grant number: GP/EFSA/AFSCO/2017/5). Como parceiros teve o Istituto Superiore di Sanità (coordenador) e o Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge.

2017-2018 – Membro de equipa do projeto de investigação “OncoAmb - Ambulatory oncology therapy: impact on Public Health and Environment‖. Financiado pelo Instituto Politécnico de Lisboa no âmbito do concurso Anual para Projetos de Investigação, Desenvolvimento, Inovação e Criação Artística (IDI&CA) (5.000 euros).

2017-2018 - Membro de equipa do projeto de investigação ―Bio&MycoAquaInvest - Bioburden and mycotoxigenic burden from feed applied in aquaculture – Risk assessment and control‖. Este projeto contou com vários parceiros, deignadamente: Kazimierz Wielki University, Faculty of Natural Sciences, Institute of Experimental Biology, Poland e Laboratório MARE do Instituto Politécnico de Leiria. Financiado pelo Instituto Politécnico de Lisboa no âmbito do concurso Anual para Projetos de Investigação, Desenvolvimento, Inovação e Criação Artística (IDI&CA) (5.000 euros).

2017-2018 - Membro de equipa do projeto de investigação ―Characterization of the bioburden on respiratory protection devices from waste industry". O projeto contou com a participação de vários parceiros designadamente: IRSST - Institut de recherche Robert-Sauvé en santé et en sécurité du travail (http://www.irsst.qc.ca/), Canadá e com Kazimierz Wielki University, Faculty of Natural Sciences, Institute of Experimental Biology, Departament of Physiology and Toxicology, Polónia. Financiado pelo Instituto Politécnico de Lisboa no âmbito do concurso Anual para Projetos de Investigação, Desenvolvimento, Inovação e Criação Artística (IDI&CA) (5.000 euros).

2017-2019 - Membro de equipa do projeto de investigação ―Eco-sensors for health: Supporting children to create eco-healthy schools.‖ Financiado pela FCT no ambito do Programa COMPETE 2020. (150.000 euros).

2017-2019 - Membro de equipa do projeto de investigação ―ExPOSE: Exposure Protocols in Occupational Settings.‖ Projecto financiado pela FCT no ambito do Programa COMPETE 2020. Este projeto tem como parceiros nacionais a Universidade do Porto, Centros de Saúde da ARS de Lisboa e Vale do Tejo. Ref. T474992464-00026635. (150.000 euros).

2016-2017 - Membro de equipa do projeto de investigação ―W2E: Waste Worker’s Exposure to Bioburden in the Truck Cab during Waste Management‖, financiado pelo Concurso Anual para Projetos de Investigação, Desenvolvimento, Inovação e Criação Artística (IDI&CA) do IPL – 2016, financiado pelo Intituto Politécnico de Lisboa (5.000 euros).

2016-2017 - Membro de equipa do projeto de investigação ―BBIOR: Bacterial Bioburden assessment in the contexto of occupational exposure and animal health of swine productions ‖, financiado pelo Concurso Anual para Projetos de Investigação, Desenvolvimento, Inovação e Criação Artística (IDI&CA) do IPL – 2016, financiado pelo Intituto Politécnico de Lisboa (5.000 euros).

2016-2017 – Membro de equipa do projeto de investigação ―Microbiota and mycotoxins contamination of Heating Ventilation and Air Conditioning (HVAC) systems in Health Care Facilities – Implications for Indoor Air quality and Occupational Health‖, financiado pelo Fundo de Investigação de 2.000 euros do Programa de Apoio à Investigação na ESTeSL – Programa InvESTeSL – 2016, financiado pela ESTeSL (2.000 euros).

2013-2015 - Membro de equipa do projeto de investigação ―EFICARE – Modelo de Monitorização da Eficiência Funcional de Infraestruturas de Unidades de Saúde‖. Projeto coordenado pelo Instituto Superior Técnico e teve como parceiros o Instituto de Soldadura e Qualidade, Integridade e Quadrante. GRANT_NUMBER: LISBOA-01-0202-FEDER-030399 (cerca de 733 mil euros).

Seleccionadas (1st author)

Viegas S, Assunção R, Twaruźek M, Kosicki R,  Grajewski J, Viegas C. Mycotoxins feed contamination in a dairy farm – Potential implications for milk contamination and workers’ exposure in a One Health approach. Journal of the Science of Food and Agriculture.  doi: 10.1002/jsfa.10120.

Viegas S, Assunção R, Martins C, Nunes C, Osteresch B, Twaruzek M, Kosicki R, Grajewski J, Ribeiro E, Viegas C. Occupational Exposure to Mycotoxins in Swine Production: Environmental and Biological Monitoring Approaches. Toxins. 2019; 11 (78). doi:10.3390/toxins11020078.

Viegas S, Assunção R, Nunes C, Osteresch B, Twarużek M, Kosicki R, Grajewski J, Martins C, Alvito P, Almeida A, Viegas C. Exposure assessment to mycotoxins in a Portuguese fresh bread dough company by using a multi-biomarker approach. Toxins. 2018;10(9). pii: E342. doi: 10.3390/toxins10090342.

Viegas S, Viegas C, Oppliger A. Occupational exposure to mycotoxins: current knowledge and prospects. Annals of Work Exposures and Health. 2018. doi: 10.1093/annweh/wxy070.

Viegas S, Oliveira AC, Carolino E, Pádua M. Occupational exposure to cytotoxic drugs: the importance of surface cleaning to prevent or minimise exposure. Arhiv za higijenu rada i toksikologiju = Archives of Industrial Hygiene and Toxicology. 2018;69(3):238-249. doi: 10.2478/aiht-2018-69-3137.

Viegas S, Aranha Caetano L, Korkalainen M, Faria T, Pacífico C, Carolino E, Quintal Gomes A, Carla Viegas. Cytotoxic and Inflammatory Potential of Air Samples from Occupational Settings with Exposure to Organic Dust. Toxics. 2017; 5 (8):2-16. doi:10.3390/toxics5010008.

Viegas S, Osteresch B, Almeida A, Cramer B, Humpf HU, Viegas C. Enniatin B and ochratoxin A in the blood serum of workers from the waste management setting. Mycotoxin Research. 2018;34(2):85-90.

Viegas S, Veiga L, Almeida A, Dos Santos M, Carolino E, Viegas C. Occupational Exposure to Aflatoxin B1 in a Portuguese Poultry Slaughterhouse. Ann Occup Hyg. 2016;60(2):176-83. doi: 10.1093/annhyg/mev077.

Viegas S, Veiga L, Figueiredo P, Almeida A, Carolino E, Viegas C. Assessment of Workers' Exposure to Aflatoxin B1 in a Portuguese Waste Industry. Annals of Occupational Hygiene 2014; 59(2) 173–181. doi:10.1093/annhyg/meu082.

Viegas S, Veiga L, Verissimo C, Sabino R, Figueredo P, Almeida A, Carolino E, Viegas C. Occupational Exposure to Aflatoxin B1 in Swine Production and Possible Contamination Sources, Journal of Toxicology and Environmental Health, Part A: Current Issues. 2013; 76(15):944-951. doi: 10.1080/15287394.2013.826569.

Viegas S, Veiga L, Verissimo C, Sabino R, Figueiredo P, Almeida A, Carolino E, Viegas C. (2013). Occupational exposure to aflatoxin B1: the case of poultry and swine production. World Mycotoxin Journal. 6 (3):309-315.doi:10.3920/WMJ2012.1531.

Viegas S, Veiga L, Malta-Vacas J, Sabino R, Figueiredo P, Almeida A, Viegas C, Carolino E. Occupational exposure to aflatoxin (AFB1) in poultry production. Journal of Toxicology and Environmental Health, Part A. 2012; 75:1330–1340. doi:10.1080/15287394.2012.721164.

Viegas S, Pádua M, Veiga A, Carolino E, Gomes, M. Antineoplastic drugs contamination of workplace surfaces in two Portuguese hospitals. Environ Monit Assess. 2014; 186 (11):7807–7818. doi: 10.1007/s10661-014-3969-1.

Viegas S, Almeida-Silva M, Viegas C. Occupational exposure to particulate matter in 2 Portuguese waste-sorting units. International Journal of Occupational Medicine and Environmental Health 2014;27(5):854–862. doi:10.2478/s13382-014-0310-8.

Viegas S, Faísca VM, Dias H, Clérigo A, Carolino E, Viegas C. Occupational Exposure to Poultry Dust and Effects on the Respiratory System in Workers. Journal of Toxicology and Environmental Health, Part A: Current Issues. 2013; 76(4-5): 230-239.

Viegas S, Mateus V, Almeida-Silva M, Carolino E, Viegas C. Occupational Exposure to Particulate Matter and Respiratory Symptoms in Portuguese Swine Barn Workers, Journal of Toxicology and Environmental Health, Part A: Current Issues. 2013; 76-17;1007-1014. doi:10.1080/15287394.2013.831720.

Viegas S, Ladeira C, Gomes M, Nunes C, Brito M, Prista J. Exposure and Genotoxicity Assessment Methodologies - The Case of Formaldehyde Occupational Exposure. Current Analytical Chemistry. 2013; (9)3:476-484.

Viegas S, Ladeira C, Nunes C, Malta-Vacas J, Gomes M, Brito M, Mendonça P, Prista J. Genotoxic effects in occupational exposure to formaldehyde: A study in anatomy and pathology laboratories and formaldehyde-resin production. Journal of Occupational Medicine and Toxicology. 2010; 5:25. doi:10.1186/1745-6673-5-25.

 

Elemento da equipa editorial de dois livros publicados por duas editoras internacionais de renome (Elsevier e Springer):

Viegas C, Viegas S, Gomes A, Täubel M, Sabino R. Exposure to Microbiological Agents in Indoor and Occupational Environments. Springer, Cham; 2017. ISBN 978-3-319-61688-9. doi:10.1007/978-3-319-61688-9.

Viegas C, Pinheiro C, Sabino R, Viegas S, Brandão J, Veríssimo C. editors. Environmental mycology in public health: fungi and mycotoxins risk assessment and management. Academic Press; 2015. ISBN: 9780124114715.

 

Detalhes completos acerca das publicações disponíveis aqui:

ORCID: http://orcid.org/0000-0003-1015-8760

https://novaresearch.unl.pt/en/persons/susana-viegas

https://www.researchgate.net/profile/Susana_Viegas

 

Autora de mais de cerca de 100 comunicações em Congressos e outras reuniões científicas nacionais e internacionais.

Colabora como expert adviser com a Agência Portuguesa do Ambiente

Colabora com a Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa do Instituto Politécnico de Lisboa onde lecciona a Unidade Curricular de Toxicologia Ambiental.

Desde 2019, Membro do Editorial Board do Frontiers in Public Health journal, on the specialty of Occupational Health and Safety. Informação disponível em: https://www.frontiersin.org/journals/public-health/sections/occupational-health-and-safety#editorial-board.

Desde 2018, Membro do Editorial Board do International Journal of Occupational Medicine and Environmental Health. Informação disponível em: http://ijomeh.eu/Editorial-Board,123.html.

Desde 2017, Membro do Editorial Board of the Mycotoxin Research Journal. Informação disponível  em: https://www.springer.com/life+sciences/microbiology/journal/12550/PSE?detailsPage=editorialBoard.